Você sabe qual a difrença entre um Projeto 2D e 3D?

Foi-se o tempo que bastava uns rabiscos no papel para o cliente que está contratando uma decoração de festas achar tudo bonito. Ou então, confiar no decorador que pegava uma imagem aleatória na internet e usava como inspiração.

Decorar festas não é somente colocar objetos em cima de uma mesa. É planejar, gerenciar e organizar o dia mais importante da vida das pessoas.

E com clientes mais exigentes, que sabem o que quer, os desafios não param e os profissionais precisam inovar para se manterem no mercado.

Você pode fazer um desenho á mão livre, pode mostrar fotos do trabalho de outros decoradores, pode mostrar fotos do seu próprio trabalho, mas mesmo assim o cliente ainda se mostra cheio de dúvidas e inseguranças.

– Será que ela realmente sabe do que está falando, pensa o cliente.

E ele tem todo o direito de questionar e ficar inseguro. Pensa você na posição do cliente: quando quer contratar algum serviço busca ter 100% de certeza se vai receber pelo o que está pagando não é mesmo?

O pensamento de que o cliente quer ser surpreendido demostra uma grande fragilidade do nosso mercado que ainda insiste em aceitar falta de profissionalismo disfarçada de “arte”.

Afinal de contas, um artista sem técnica é um talento perdido.

Mas além do desenho e das fotos, existe uma outra forma de representar graficamente as ideias e torná-las mais tangíveis e palpáveis.

A primeira forma de usar a representação gráfica é realizar uma IMAGEM EM 2D (veja na primeira foto). Essa imagem é sem movimento, sem profundidade, sem graça (vamos falar a verdade).

E a outra forma é o PROJETO 3D: que dá a real noção de como a festa irá ficar, mostra todos os detalhes, ângulos e profundidade. O Projeto 3D tem movimento, iluminação e é a única forma de aproximar o cliente da realidade, ou seja, de mostrar como a festa irá ficar.

Qual a diferença entre um programa 2D e um 3D?

Programas 2D trabalham imagens em apenas 2 dimensões, vertical e horizontal, trata-se de uma imagem chapada, sem profundidade verdadeira. Podem ser vistas apenas de um mesmo ângulo. Exemplos: Photoshop. Coreldraw, Inkscape

Programa 3D trabalham em três dimensões, vertical, horizontal, frente e trás. Trabalhando com perspectivas simultâneas, onde os objetos podem ser vistos de diversos ângulos. Possuem sombras, texturas, formas, tudo como se fosse real, o realismo é o principal diferencial dos desenhos 3D. Exemplos: SketchUp, 3DS Max, Revit.

Anteriormente, somente arquitetos e designer tinham acesso a ferramenta de Projeto 3D e não existia nenhum curso no mercado de festas que ensinasse os decoradores a fazerem seus projetos.

Essa realidade mudou graças a junção das minhas habilidades de decoradora de festas com as da Rubiana Lemos, arquiteta e urbanista formada pela Universidade de Brasília. Nós desenvolvemos o primeiro treinamento de Projeto 3D para os decoradores de festas e hoje, você pode ter acesso a essa ferramenta maravilhosa

* Chega de mostrar fotos e achar que convence o cliente;
* Chega de dizer para ele confiar se nem você tem 100% de certeza como a sua festa irá ficar;
* Chega de acreditar que IMAGEM em 2D é projeto;

Chegou o momento de você se profissionalizar e dizer ao mercado o tamanho do seu talento.

 

Guia Prático para preficar seu trabalho

9 em cada 10 decoradores de festas não sabem ou tem dificuldade em precificar as suas decorações. Se você faz parte dessa estatística saiba que está a um passo de solucionar esse problema.

Outros Posts

Tem alguma dúvida?
Entre em contato pelo WhatsApp (61) 99293-2488 ou pelo email “contato@tathyanaabreu.com.br”
Escola de decoração de festas – CNPJ: 17.397.909/0001-28

 Copyright ©2018 Escola de decoração de festas